27 de setembro – Asteroides verdade ou mentira?

meteoro01

O que se espalha na Net, que seis asteroides enormes estão vindo em nossa direção da terra, conspirações que reivindicam uma desgraça no mundo, a qualquer momento ocorreria entre 21 a 28 de setembro.

O asteroide chamado 2012 TT5 foi visto pelo telescópio da NASA e passou pela terra entre 24 setembro deste ano, a 5.1milhões milhas segundo inf. da NASA.

Já informação dada pelo Rev. Efraid Rodriguez, o asteroide teria 2,5 milhas de largura e atingiria próximo a Puerto Rico.

No entanto, aconteceu um fenômeno Lunar conhecido com Lua de Sangue, em 28 de setembro como que coincide com o último, das quatro luas de sangue “(eclipses totais seguiu com seis luas cheias) nos últimos 18 meses.

O Rev Efraid Rodriguez, teria escrito para a Nasa aviso graves, depoimentos que teria recebido suposta mensagens de Deus.

Ele afirma ter tido uma visão de que “O meteorito estaria no espaço aéreo da cidade de Arecibo, em Porto Rico, atingindo o mar entre a ilha de Mona e Mayagüez e desencadeando um terremoto de magnitude 12.

Desde início dos séculos (ano 2000) tivemos diversas profecias que não se realizaram, muitos “fins do mundo” profecias foram claramente feitas antes, e nada aconteceu com a terra. Até mesmo profecia Maias que traria o final dos tempos no final dos anos 2012, onde a única profecia que de fato ocorreu foi a extinção dos mesmos a mais ou menos 500 anos atrás, não com uma ação direta de um asteroide, mas, sim com exploração colonial espanhola.

Ainda assim, as últimas profecias do fim do mundo têm sido lidas por tanta gente que a NASA foi forçada a emitir um comunicado, que reiterou na semana de 28 de setembro, dizendo que as chances de um impacto em torno desse tempo ou dentro dos próximos cem anos foram próximo a zero.

luasangue01

Uma série de “Luas de Sangue” que aconteceu desde o início deste ano e no final de setembro levou acreditar o juízo final destas profecias.

Paul Chodas, do escritório Objeto da Nasa Near-Earth no seu Jet Propulsion Laboratory, em Pasadena, Califórnia, disse: “Não existe evidências que um asteroide ou qualquer outro objeto celestial está dentro da nossa trajetória, possibilitando impacto sobre a Terra.” Na verdade, nenhuns objetos conhecidos teria uma chance de colidir com nosso planeta durante o próximo século. A Nasa também publicou um comunicado tranquilizando a população mundial destas histórias assustadoras, pois existe hoje na trajetória próxima da terra, mais de 13.000 asteroides e que em torno de 1607 são classificados como potencialmente perigosos, são grandes o suficiente e vêm dentro de alguns milhões de milhas da Terra – uma distância considerada uma escova passado em termos cósmicos.

O que levaria a NASA falar a verdade?

Afinal não lhe restaria tempo e condições de se proteger, deste suposto cataclismo.

Como seria tão grande estes seis?

Seu tamanho estimado pode chegar até 57, 39 e 31 metros de comprimento.

Em junho de 1908, um asteroide Tunguska explodiu na atmosfera acima na Sibéria e foi o principal e mais recente da história, pedaço de 50 metros com chuvas rochas extraterrestre a baixo, 80 milhões de arvores foram achatadas, enviando uma onda de choque em toda a Rússia medindo cinco graus na escala Richter.

NASA monitora asteroides enormes que passam por vários milhões de milhas da Terra e os menores em até cerca de 7 milhões milhas.

A Lua está 238,800 milhas do nosso planeta e Vênus esta entorno de 25 milhões milhas de distância, de modo que os asteroides passar mais perto da lua do que outros planetas, pois o asteroide que passou mais próximo de terra relativamente seguros 14,7 milhões milhas, com 270 milhões e para dia 24 de setembro, o mais próximo por perto 5.1 milhões milhas.

Mas na verdade, centenas de milhares de asteroides passam invisíveis pela terra e poderíamos ser atingidos, afinal a pouco tem um asteroide conhecido como Cheliabinsk passa pela Rússia no dia 15 de fevereiro de 2013, levando 1200 pessoa a emergência, fazendo estragos cerca de 7.000 edifícios danificados, sequer este asteroide foi visto pela NASA.

Afinal qual a credibilidade podemos colocar nossas vidas nas mãos desta conceituada empresa.

Existem site que ajudam a você ficar mais tranquilo, assim você poderá monitorar os possíveis asteroides, distancias, tamanhos, magnitudes, massa toneladas, TNT equiv. Kilotons.

//www.apolo11.com/asteroides.php

meteoro02NASA dá a cada asteroide um “código de condição” de zero a nove de como certa é sobre o caminho orbital, um zero significa que não há “boa certeza” sobre ele, enquanto nove significa que é altamente incerto, com números entre uma escala móvel.

Últimas asteroides: NASA alerta para Jumbo asteroide título Jet-sized.

Na foto: O cisco no espaço.

A humanidade pode ficar tranquila que tais eventos do impacto ocorrer, em média, em torno de uma vez por 10.000 anos.

NASA admite que o paradeiro de 2% dos cerca de 800.000 asteroides que circulam mais perto de nós, hipoteticamente, um objeto não tem o conhecimento de poderia estar no caminho certo. 2012 TT5 deverá passar em 5.1 milhões milhas fora da zona potencialmente perigosa, mas a Nasa admite incerteza sobre sua pathCelestia • ScottSutherland

meteoro03

Já em 2029 e 2036 outro meteroro assusta muito internautas, 99942 Apophis, catalogado como (2004 MN4 ) causando uma breve preocupação em dezembro de 2004 porque as observações iniciais indicavam uma probabilidade pequena (até 2,7%) de que ele iria atingir a Terra em 2029. Estudos mais detalhados até a data de hoje, indicam que eliminaram a possibilidade de um impacto na Terra ou na Lua em 2029. No entanto a uma que, se o meteroro passar por uma fenda de ressonância gravitacional, uma região precisa não maior que 600 metros, causaria um impacto direto em 13 de abril de 2036. Mantendo este asteroide no Nível 1 da escala de perigo de impacto de Turim.

Outras observações adicionais recentes da trajetória do Apophis revelaram que a fenda provavelmente não será atingida, assim, em agosto de 2006 o Apophis foi rebaixado para nível 0 na escala de Turim. Até 16 de abril de 2008, a probabilidade de impacto em 13 de abril de 2036 era calculada como sendo de 1 em 45.000.

Em uma sexta feira de abril de 2029, quem estiver a Europa e no Norte da África, poderão um ponto brilhante voando à velocidade de 19.400 milhas, antes que desapareça silenciosamente abaixo do horizonte, o asteroide vai passar por uma região do espaço menor do que 2.000 quilômetros de distância da superfície da Terra.

Se um impacto parecer provável, um projeto que está em andamento na NASA, criar foguete que seria lançado para desviar o asteroide. A fase do projeto deverá ser concluída até 2020, a fim de lançar até 2024. Schweickart disse que não discorda necessariamente com a análise da NASA, enquanto a agência pode projetar, construir, lançar e concluir com êxito essa missão antes de 2029. “O único perigo é que não há tempo suficiente para realização deste projeto e garantia de sucesso. ”

Outro fato curioso que se espalha pela internet, a FEMA, um órgão criado pelas nações unidas, onde milhões e milhões de caixões foram comprados, espalhados em diversos pontos, campos de concentrações, esta atitude só reforça que algo muito estranho estaria para acontecer. O que levaria um pais de grande conceito, a gastar como milhões e milhões de caixões, do nada! O que levanta a suspeita e reforça a veracidade da história, de que algo de magnitude muito grande vai acontecer!

Veja link de uma das bases americana, com imensas quantidades de caixões.

Campo de Conffins da FEMA:

//maps.google.com.br/maps?f=q&source=s_q&hl=pt-br&q=coffins+Fema&sll=33.629383,-83.943974&sspn=0.000507,0.001368&num=10&ie=UTF8&t=h&split=1&filter=0&rq=1&ev=p&radius=0

Assim, podemos dizer que se está profecia vier acontecer, segundo Rev. Efraid Rodriguez, estimasse 36 milhões de Mortos, que não seria somente através do impacto, mas, sim terremos, tsunamis e uma doença que viria através dos corpos em decomposição, por isso existe uma preocupação muito grande, em identificar os corpos e o enterro em massa. Assim a agencia criou um chip que seria colocado nas mãos direita da população onde haveria uma rápida identificação em massa e providenciar os enterros dos corpos. Com esta agilidade para tentar amenizar a decomposições em massa e o surgimento desta doença que seria responsável por 26 milhões de mortes em diversas parte do Mundo.

Existe outro site que oferecem grandes serviço para pesquisas e trabalhos, universitários, como WorldWideTelescope:

O WorldWide Telescope – permite computador funcione como um telescópio virtual, combinando terabytes de imagens a partir de tais telescópios famosos como Hubble, Chandra e Spitzer em um vasto panorama do universo. WorldWide Telescope permite visão panorâmica sem costura e zoom em torno do céu e do sistema solar, e outros panoramas orientada para o espaço, tais como as fotos tiradas das superfícies da Lua e de Marte. Explorar o espaço em múltiplos comprimentos de onda: ver a vista de raio-x e zoom, suas brilhantes nuvens de radiação, e, em seguida, cross-fade para a exibição de luz visível e descobrir os restos da nuvem de uma explosão de supernova a partir de mil anos atrás. Mude para a vista de Hidrogênio Alpha para ver a distribuição e iluminação de grandes estruturas primordial nuvem de hidrogênio iluminadas pela radiação de alta energia proveniente de estrelas próximas na Via Láctea.

//www.worldwidetelescope.org/webclient/.

One Response to 27 de setembro – Asteroides verdade ou mentira?

  1. rioserv@rioserv.com.br disse:

    A change in the text was made, please read again!

Deixe uma resposta

Or